3 coisas que aprendi morando na Itália

Morar na Itália foi um grande presente para mim. Sempre tive esse sonho e fiquei muito feliz quando vi que podia realizá-lo. Fiz seis meses de intercâmbio na Università di Bologna em Bolonha. Me apaixonei pela cidade, pelas pessoas, pela comida, pelas facilidades, pelo idioma e mais ainda pelo país. Nestes seis meses de choros e risos, riquezas e pobrezas, viagens e tardes em casa, vivenciei uma experiência incrível em um país tão apaixonante. E mais ainda, acabei percebendo algumas coisas que aprendi morando na Itália!

Para você que tem essa vontade também, fique grudadinho nesse post e nesse blog e descobra as dores e delícias desse país!

  1. A vida acontece em italiano

Falar inglês ajuda? SIIIIIM. Sempre. Eu vivi de inglês fluente e italiano básico o tempo todo. Foi fácil? Não mesmo.

Você conversa com as pessoas o que precisa, consegue se livrar de alguns apertos, compra sua comida, suas passagens, pega ônibus. Mas a vida na Itália acontece em italiano. E foi um pouco chato ficar de fora disso. Minha sorte é que eu tinha amigas incríveis que me ajudaram com italiano e acabei aprendendo um pouco para não ficar de fora.

Para quem pretende viver na Itália, aqui vai um conselho: aprenda italiano. É legal saber, é gostoso conversar e vai facilitar a sua vida incrivelmente. Já até discutimos isso aqui no blog no post “Morar na Itália sem falar italiano é possível?” Inclusive, se você quiser aprender italiano, confira nossas dicas no post!

É possível sim, mas não é fácil e pode nem valer a pena. Pra mim valeu a pena não ter aprendido, como já falei no post. Mas para você pode não ser a melhor ideia. Pense com carinho. A Itália vive e respira italiano e as pessoas gostam bem mais de você quando fala italiano com elas.

Sem contar que o idioma é lindo, charmoso e apaixonante. Hoje já aprendi e adoro poder falar em italiano.

  1. Toda cidade italiana tem potencial turístico

Sim, é verdade. É incrível como cada vila escondida na Itália tem um charme absurdo e vale uma visita. É um problema na verdade. Por que queremos visitar todas, mas não é fácil assim. A Itália é bem grandinha para quem quer conhecer todos os seus cantos e me parte o coração ter que escolher.

Só de cidades famosas e muito visitadas, a Itália já te rende uma longa viagem. Afinal, quem não quer conhecer Roma, Veneza, Verona, Milão, Pisa, Florença, Nápoles, Bolonha, Siena, Parma, Bérgamo e váaaarias outras.

Isso sem contar os pequenos e incríveis vilarejos italianos, como San Gimignano, Volterra, Castellabate ou mesmo as famosas Cinque Terre. A Itália é tão linda, que em 2016 uma de suas regiões ganhou o prêmio de mais bela do mundo.

A verdade é que você parar em qualquer cidade da Itália. Sempre vai ter alguma coisa bonita, diferente ou exclusiva para você conhecer. Nem que seja um prato típico maravilhoso!

San Gimignano foi uma dessas surpresas agradáveis que tive viajando pela Itália.

Nós estamos sempre atualizados com as melhores dicas para viajar barato! Coloque seu nome e e-mail abaixo para receber gratuitamente novas publicações do Diário de Navegador em sua caixa de entrada! 😀

Não vai ficar fora dessa, né? 😉

  1. Comer é viver

Já era de se esperar, né. Comer é viver mesmo! Meu primeiro choque cultural com a Itália foi andar pelo centro de Bolonha depois do almoço e ver quase tudo fechado. Os italianos respeitam imensamente a comida e a hora das refeições. Então fecham lojas, comércios e muito mais para almoçarem como deve ser feito.

Muitos comércios fecham por volta de 11h ou 12h e reabrem depois de 15h ou 16h. Assim, podem ir em casa, cozinhar uma comida mais fresca e ainda descansarem um pouco. Além de ser genial para aproveitar melhor o almoço e comer bem, o comércio fica aberto até lá para as 21h. Isso é ótimo! Ninguém quer ir para a rua depois do almoço. Mas passear no centro com tudo aberto de noite, é um programão!

Não é à toa que são a população mais saudável do mundo. Além de manterem uma rotina mais tranquila e se alimentarem com calma, sem fast foods ou comidas neste estilo, ainda cozinham muito bem. Uma surpresa na Itália é ver que a população é mais magra. Não vemos muitas pessoas acima do peso ou com aquela gordura excessiva e não saudável.

Os pratos italianos são balanceados com saladas, proteínas e apesar de comeram muita massa, não abusam da quantidade. A comida não só é maravilhosa e famosa em todo o mundo como uma das melhores, mas também é saudável e balanceada. Se somos o que comemos, então os italianos são as melhores pessoas do mundo na minha opinião rs.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Se você gostou desse post e quer dar uma olhadinha nele outras vezes, salva a imagem abaixo no seu painel de viagens no Pinterest! 😀

coisas-que-aprendi-morando-na-italia-pinterest

Você já morou ou quer morar na Itália? Conta pra gente as suas impressões!

Lembre-se que o DDN está aberto a críticas e sugestões via Facebook, comentários e através do nosso contato direto.

Compartilhe suas ideias