Itália: dicas de viagem para Cinque Terre

dicas de viagem para Cinque Terre

O Parque Nacional de Cinque Terre (Parco Nazionale delle Cinque Terre) é composto por cinco vilas muito charmosas. Considerado Patrimônio da Humanidade, o parque interliga as cidades e forma uma das principais atrações turísticas da Riviera Italiana. O Diário de Navegador esteve por lá e juntou as melhores dicas de viagem para Cinque Terre!

Conheça as 6 regras que você precisa conhecer antes de viajar!

Como chegar

Uma das principais dicas de viagem para Cinque Terre é como chegar lá. Ir de carro não é uma opção, porque não existe acesso fácil de uma cidade à outra. Como as opções são a pé, de trem ou de barco, a melhor forma de chegar até as Cinque Terre é de trem. Minha recomendação é que você pegue um trem até La Spezia ou direto para Riomaggiore. Quando morava em Bologna, fiz Bologna – Parma – La Spezia – Riomaggiore por EUR 23 e foi a forma mais barata de chegar até lá.

Fiz Riomaggiore até Monterosso (a última cidade – ou primeira dependendo do seu ponto de vista) de barco por EUR 10. Depois, fui voltando as cidades de trem até chegar novamente em Riomaggiore. O trem custa em média EUR 2 entre cada cidade e gasta menos de cinco minutos entre cada uma. Não precisa comprar antes! Os bilhetes não sobem de preço e não vai correr o risco de acabar. Pode comprar na hora mesmo!

Dicas de viagem: 6 dicas para você comprar passagem aérea barata!

Hospedagem

Outra das nossas principais dicas de viagem para Cinque Terre é justamente a hospedagem. Riomaggiore é a primeira cidade (ou a última, dependendo do seu ponto de vista) do parque das Cinque Terre. Peguei o trem até lá, pois foi onde decidi me hospedar, já que era a cidade mais barata na época. Foi o hostel mais caro que paguei (EUR 25 a diária) considerando todas as minha viagens pela Europa. Foi também o pior. Se chama Affittacamere Stella Cinque Terre e não recomendo.

Em relação a hospedagem, sugiro que você reflita bem se deve dormir lá ou não. Para ser bem sincera, vimos as cinco cidades em um dia só e no segundo voltamos nas que mais gostamos. Pode não ser necessário gastar com hospedagem, já que qualquer uma na região será bem carinha. Para os mais animados, vale a pena fazer um day trip. Mas justiça seja feita: quando estive lá, a trilha que passa dentro do parque e liga as cidades estava fechada por ser uma época de chuvas, por isso fiz o trajeto de barco e trem.

Se o parque estiver aberto e a trilha liberada, pode valer a pena considerar uma hospedagem, pois o seu tempo entre cada cidade vai aumentar. Mas fique de olho na trilha! Depois de um acidente que rolou com um deslisamento, ficaram muito rigorosos com o trajeto. Então, abre poucas vezes ao ano, só quando tem sol mesmo e ao mínimo sinal de chuva, é fechada por questões de segurança. Deve ter uma vista linda, mas o passeio de barco e as próprias cidades já valem muito a sua visita!

Conheça o TransferWise, a melhor opção de enviar dinheiro para o exterior!

Onde se hospedar

Caso você opte por se hospedar lá, recomendo que olhe mais opções em La Spezia que nas próprias Cinque Terre. Tem mais opções e podem ser mais baratas. Não se preocupe com transporte até as Cinque Terre, pois tem trem direto, barato e rápido. É melhor pagar a passagem de trem que uma hospedagem mais cara!

Uma última observação sobre a hospedagem: fui no outono e estava um pouco frio para nadar. Se sua intenção foi tomar um sol e nadar um pouco em Monterosso, pode valer o pernoite! Já que você vai gastar parte do seu dia na praia.


Booking.com

Navegador, ao reservar sua hospedagem no Booking.com por este link acima, o DDN receberá uma pequena comissão. Não se preocupe, você não paga nadinha a mais por isso!

😀

O que conhecer em Cinque Terre

Riomaggiore

É considerada a primeira cidade das cinco que compõem o Parque Nacional de Cinque Terre, com cerca de 10 km². É a mais próxima de La Spezia, então os turistas normalmente iniciam seu trajeto por ela. É possível iniciar a trilha, o passeio de barco ou de trem para as outras quatro cidades do parque.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Manarola

A segunda cidade do Parque Nacional de Cinque Terre, Manarola, é o cartão postal mais conhecido entre as cinco cidades. Considerada um distrito da comune de Riomaggiore, Manarola encanta de dia e de noite. A vista noturna da cidade se tornou tão famosa que os moradores todo ano enfeitam as montanhas ao redor com decorações luminosas de natal, agradando ainda mais os turistas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Corniglia

Corniglia é a cidade de maior altitude entre as Cinque Terre com quase 200 metros de elevação em relação ao nível do mar, se diferenciando das demais cidades que estão em contato direto com o oceano. Para chegar até a cidade, é preciso subir uma escada de 33 rampas e 377 degraus. Além disso, está em posição central às demais cidades, tendo Riomaggiore e Manarola a leste e Vernazza e Monterosso a oeste. De Corniglia, é possível avistar as outras cidades! É a que menos recomendo para se hospedar, pois é a mais difícil de chegar e com menos atrações – tirando a vista linda, claro!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Vernazza

Vernazza é a quarta das cinco cidades que compõem o Parque Nacional de Cinque Terre. Com um pouco mais de 1000 habitantes e 12 km², possui umas das vistas mais bonitas do parque. O visual da cidade é caracterizado pela torre da igreja e pela pequena praia no centro da cidade. Em 2011 a cidade foi atingida por uma inundação e teve que ser evacuada. Ainda hoje é possível ver marcas da água nas construções, mostrando o quão alta foi a enchente!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Monterosso

Monterosso al Mare é a quinta e última cidade das Cinque Terre. É a maior, com quase 11 km² e a mais populosa. Tem a maior extensão de praia do parque e é ela a cotada para passeios e banhos de mar, pois é a única praia de areia. Entre todas as cidades é a menos concentrada, dando a impressão de ser ainda maior. Seu litoral é composto de vários restaurantes e um trecho para pedestres que querem curtir ainda mais a vista.

Este slideshow necessita de JavaScript.


Booking.com

Navegador, ao reservar sua hospedagem no Booking.com por este link acima, o DDN receberá uma pequena comissão. Não se preocupe, você não paga nadinha a mais por isso!

😀


E aí, curtiu? Compartilhe com seus amigos!

Lembre-se que o DDN está aberto a críticas e sugestões via Facebook, comentários e através do nosso contato direto.

Nós estamos sempre atualizados com as melhores dicas para viajar barato! Coloque seu nome e e-mail abaixo para receber gratuitamente novas publicações do Diário de Navegador em sua caixa de entrada! 😀

Não vai ficar fora dessa, né?

Escrito por
Mais de Mar Falco

5 motivos para você fazer intercâmbio na Austrália

Intercâmbio cultural é sem dúvidas uma das melhores formas de aprendizado. São muitos...
Leia Mais

4 Comentários

Compartilhe suas ideias