Conheça Berlim: a capital underground da Alemanha

Berlim é uma das cidades mais diferentes que você vai conhecer na Europa. É a maior cidade da Alemanha, com mais de 3,5 milhões de habitantes. Historicamente, fez parte de vários momentos marcantes no continente, especialmente durante a Segunda Guerra Mundial e a Guerra Fria. Mas nem só de memórias de guerra vive Berlim! A capital alemã é muito famosa pelo seu riquíssimo lado cultural e por suas festas nada convencionais. Vem com a gente e descubra o que conhecer em Berlim!

Fizemos nossa viagem para a Alemanha em janeiro, logo estava bem frio. Foi de propósito que escolhemos essa data, pois estava louca pra sentir frio de novo. Se você também vai sentir um friozinho, não deixe de ler o post sobre o que vestir em temperaturas negativas! Vai te ajudar muito a planejar a viagem e fazer sua mala.

Manter a depilação na viagem: qual a melhor forma?

Como chegar

Como toda grande cidade européia, é bem fácil chegar em Berlim. Existe uma infinidade de linhas de ônibus, trens e aviões. Para quem está no Brasil e quer chegar até Berlim, tem várias opções de companhias aéreas para escolher. Aqui vão algumas: Lufthansa, British Airways, Air France, TAP, KLM, LATAM e Alitalia.

Para quem já está na Europa, uma boa opção de voos são as empresas low coast Ryanair e EasyJet. Para quem quer ir de trem, uma opção muito comum é Rail Europe. Por fim, não deixe de conferir empresas de ônibus como Megabus e DB (Deutsche Bahn).

Fizemos de Bolonha para Berlim por EUR 12 com a Ryanair.

Saiba mais: 6 dicas de como comprar passagem aérea baratas.

Onde se hospedar

Fiquei muito feliz quando vi que os hostels de Berlim não tem preços muito abusivos como os da Itália e França por exemplo que já havia experimentado. Vou deixar aqui a recomendação do hostel que ficamos. Ele era muito bom, cheio de espaços de integração entre os visitantes, limpo, seguro e confortável. O hostel é o Three Little Pigs, muito famoso entre os mochileiros de Berlim.

Uma dica de localização que dou é ficar próximo ao centro. Como sempre, não usamos muito o transporte público. Acho que usamos só pra chegar e sair do aeroporto (a localização do hostel ajudou bastante pois nosso voo para Amsterdã era bem cedo e estávamos perto do metro). As atrações de Berlim são todas perto uma da outra, então procure ficar em lugar próximo ou de fácil acesso. É possível conhecer tudo apenas andando, como foi o nosso caso. Em um dia usamos o metro para ir até uma lanchonete que recebemos indicação e era um pouco afastada. Mas só usamos o metro porque estava muito frio!

Conheça: 7 dicas para encontrar hospedagem barata (ou até grátis)!



Booking.com

Navegador, ao reservar sua hospedagem no Booking.com por este link acima, o DDN receberá uma pequena comissão. Não se preocupe, você não paga nadinha a mais por isso!

😀

O que conhecer em Berlim

Mas então, o que você não deve deixar de conhecer em Berlim?

Clássico cartão postal alemão, o Portão o de Brandeburgo é, além de uma linda atração, o marco de centro turístico de Berlim. Para quem viaja só com wi-fi como foi o nosso caso, tem uma Starbucks com internet bem ao lado do portão. Inclusive, é em frente a Starbucks que os grupos de Free Walking Tour se reúnem para dar início ao passeio. A propósito, não deixe de fazer o Free Walking Tour em Berlim! Foi um dos mais legais que fizemos e realmente ajuda a entender vários pontos históricos da cidade.

Berlim-Portão-de-Brandenburgo

Portão de Brandemburgo.

A região em volta do portão já tem muita coisa para ver. A Parizer Platz tem lojas bacanas, tem o hotel que o Michael Jackson segurou o filho pra fora da janela (sério, façam o Free Walking Tour!), tem o Museu de Cera da Madame Tussauds e chegando no portão tem também o famoso Memorial do Holocausto.

Memorial-do-Holocausto

Memorial do Holocausto.

Ao lado do Portão de Brandeburgo está o Parlamento Alemão, chamado Palácio do Reichstag. Além de ser uma construção muito bonita, é possível agendar um tour pelo Parlamento. A visita deve ser agendada com antecedência pelo site oficial. A recomendação é seja feita com pelo menos três dias de antecedência. Mas de vez em quando, aparecem vagas de última hora. A entrada é gratuita.

Parlamento-Alemão-Berlim

Parlamento Alemão.

Para quem vai a Berlim fora do inverno, um bom passeio é conhecer o Tiergarten, o parque que fica ao lado do Parlamento. No inverno ele fica meio sem graça, mas ouvi dizer que em outras épocas do ano é muito bonito.

Um pouco antes do Portão de Brandeburgo tem três atrações quem também valem a visita (confesso que não tive tempo de ir em todas). A primeira delas é a Potsdamer Platz, que além de ser uma praça localizada em meio a um centro comercial cheio de shoppings, é também um dos marcos do muro de Berlim. Ali você já consegue ver alguns pedaços de muro. A região hoje está repleta de prédios modernos, pois durante a Segunda Guerra, foi muito bombardeada e teve que ser reconstruída.

Muro-de-Berlim-Potsdamer-Platz

Pedaços do Muro de Berlim na Potsdamer Platz.

Bem perto da Potsdamer Platz está a Topografia do Terror, um museu muito famoso (que não consegui conhecer por dentro dessa vez) localizado onde ficava a antiga sede da polícia nazista. Ali você também encontrará mais resquícios do muro.

Saiba mais: 6 regras de outros países que você precisa conhecer antes de viajar.

Um pouco mais a frente está o Checkpoint Charlie, o posto de vigilância que marcava a divisão entre Alemanha ocidental e Alemanha oriental no período da Guerra Fria. Apesar de existirem outros pontos parecidos, o Checkpoint Charlie (nome dado pelos Aliados) acabou ficando conhecido como um símbolo da Guerra Fria. As cabinas originais, que eram de madeira, estão hoje no Museu dos Aliados e foram substituídas por cabines de metal para estruturar o ponto como uma atração turística.

Berlim-Checkpoint-Charlie

Checkpoint Charlie.

Voltando a área do Portão de Brandenburgo, seguindo a avenida Unter den Linden, você vai passar por várias lojas, shoppings, restaurantes e também por algumas atrações. Eu considero a própria avenida uma atração, pois além de ser muito bonita, é muito completa. Seguindo por ela, você vai chegar no Berliner Dom, a lindíssima Catedral de Berlim. Para quem quiser conhecer seu interior, os horários de visitação são das 9h às 20h de segunda a sábado e das 12h às 20h no domingo e feriados. O valor é de EUR 7 e EUR 5 para estudantes. Confira mais informações aqui.

Berliner-Dom-Catedral-de-Berlim

Berliner-Dom-Catedral-de-Berlim

Ainda seguindo a Unter den Linden, um pouco mais a frente do Berliner Dom, está a Alexanderplatz, a praça mais famosa de Berlim. Assim como as demais, está cheia de lojas e restaurantes. Para quem precisa comprar algumas roupas, aproveite para ir na Primark e nas outras lojas da praça. Algumas tem preços muito bons. Mas além disso, a praça é um ponto de encontro dos moradores e tem o famoso relógio Urania Weltzeituhr, que mostra a hora em várias cidades do mundo.

Berlim-Alexanderplatz

Relógio Urania Weltzeituhr na Alexanderplatz.

Para fechar a lista das principais atrações de Berlim, conheça a East Side Gallery. É onde está a maior parte do muro de Berlim, aquela parte onde são grafitados desenhos famosos. É sem dúvidas um must see da cidade.

Muro-de-Berlim-East-Side-Gallery

Saiba mais sobre o grafite mais famoso do muro aqui.

Muro-de-Berlim-East-Side-Gallery

East Side Gallery.

Para quem quer aproveitar Berlim e conhecer mais sobre a história da cidade, existe uma infinidade de museus bacanas. Separamos aqui alguns que foram sugeridos por um amigo que morou na cidade. Se der tempo, visite o Memorial do Muro (Berlim Wall Memorial), Alter Museum, Pergamonmuseum, Bauhaus Museum, Neue Nationalgalerie e o DDR Museum.

Saiba mais: 14 filmes que te inspiram a viajar.

Atrações não convencionais de Berlim

Galerias de Arte

Como eu havia dito, Berlim é muito famosa por seu lado cultural. Você vai ver isso para todo lado nas ruas da cidade. Inclusive foi uma coisa que me chamou muito a atenção. Achei bem legal a arte estar exposta nas ruas. Mas quem quiser conhecer um pouco mais e se interessar, existem várias galerias de arte espalhadas por Berlim. Nas ruas Linienstrasse e Auguststrasse no bairro Mitte tem várias, aproveite para passear por lá.

Mercado de Pulgas

Um passeio exclusivo para quem vai passar algum domingo na cidade, é conhecer a feira de pulgas no Mauer Park. É bem grandinha e ouvi dizer que é bem legal. No inverno fica um pouco mais vazia, mas ainda assim acontece todo domingo e pode ser um bom passeio.

Tours

Para quem está no ritmo de fazer tours pela cidade (além do Free Walking Tour), existem outros muito famosos e típicos de Berlim. Não deixe de conferir aqui. Tem até um do David Bowie!

Bares

Não deixe de visitar alguns bares da cidade. É outra coisa pela qual Berlim é bem famosa! Deixo aqui algumas sugestões de bares também vindas da indicação de quem já morou lá. Conheça o Kptn, Süß war gestern, Wendel, Neue Odessa, Mein haus am See e St. Oberholz. Nos entornos da Warschauer Straße, tem vários outros bares legais.

Onde comer

Comer em Berlim é razoavelmente barato. Existem vários restaurantes perto das praças e atrações. Para quem quiser sugestões, ouvi dizer que o melhor sanduíche de Berlim é o Burguermeister. Para quem quer comer comidas típicas de Berlim, vale experimentar a currywurst, que é uma típica comida de rua feita de salsicha de porco e um molho de curry. É muito bom! Recebi a recomendação de que o melhor da cidade é a do Konnopke’s Imbiss. Não sei se é verdade, mas que é muito bom eu tenho certeza! Por fim, experimente o Dönner, uma versão alemã de Kebab. Recomendo o Dönner do Mustafa Gemüsekebap.

Berlim-currywurst

Currywurst do Konnopke’s Imbiss.

Clubs

Berlim tem uma divisão não oficial de tipos de festas e clubs. Tem aquelas boates normais e tem aquelas mais undergrounds. Para quem quer uma festa mais normal e mais leve, tem o Matrix, Soda, Weekend, Watergate e Paloma. Para quem quer conhecer algo mais pesado e diferente (tipicamente de Berlim), conheça o Tresor, Kitkat e Berghain.

Vou ser bem sincera e dizer que não conheci nenhum club! Tive poucos dias em Berlim e minhas noites acabaram reservadas para comer bem. Mas se estiver outra vez na cidade, vou querer conhecer pelo menos um club underground de Berlim. Se você já tiver essa chance, aproveite! Faz parte da experiência da cidade.


E aí, curtiu? Compartilhe com seus amigos!

Conte pra gente como foi sua viagem para Berlim!

Lembre-se que o DDN está aberto a críticas e sugestões via Facebook, comentários e através do nosso contato direto.

Nós estamos sempre atualizados com as melhores dicas para viajar barato! Coloque seu nome e e-mail abaixo para receber gratuitamente novas publicações do Diário de Navegador em sua caixa de entrada! 😀

Não vai ficar fora dessa, né?

Compartilhe suas ideias