Holanda: o que fazer em Amsterdam

Amsterdam foi uma das melhores surpresas que tivemos na Europa. E não é para menos! A capital holandesa é a mais populosa dos Países Baixos, mesmo não sendo a sede do governo holandês, que fica em Haia. Amsterdam começou como uma vila de pescadores no século XII e acabou se tornando um dos portos mais importantes do mundo! Seus famosos canais foram considerados Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Mas afinal, o que fazer em Amsterdam?

Começamos o post com uma recomendação de dias na cidade. Tudo vai depender do seu tempo e do que você pretende conhecer no resto do país. Para Amsterdam apenas, 3 dias são suficientes para conhecer tudo. Nós ficamos 4 dias e foi ótimo ter mais tempo para fazer tudo com calma, mas tivemos um dia bem folgado no final. Para quem quer conhecer outras cidades da Holanda como uma bate e volta, vale estender a estadia, pois a Holanda toda é muito encantadora!

Nós nos apaixonamos de cara por Amsterdam. Comida, pessoas, estilo de vida. Tudo chamou muito a nossa atenção! O Nic já saiu de lá querendo voltar de mala e cuia! Quem sabe um dia não nos mudamos para lá?

Como chegar

Estação Central de Amsterdã #amsterdam #holland #netherlands #sun #wanderlust #eurotrip #instatravel

A post shared by Marcela Falco Domingos (@falcomar) on

A Holanda é um destino muito procurado na Europa, então existem várias opções de trens, ônibus e aviões. Aí vai depender muito de onde você está. Primeiramente, existem voos diretos do Brasil pelas companhias aéreas KLMLATAM. Para quem já está na Europa, uma boa opção de voos são as empresas low coast Ryanair e EasyJet. Para quem quer ir de trem, uma opção são as empresas Rail Europe, Renfe e a holandesa NS. Por fim, não deixe de conferir empresas de ônibus como Megabus e Eurolines.

Saiba mais: 6 dicas de como encontrar passagens aéreas baratas!

Onde se hospedar

Hospedagem em Amsterdam pode ser um pouco caro. O ideal é se hospedar no centro, assim pode fazer tudo a pé e fica na parte mais viva da cidade. Nós escolhemos nos hospedar próximo a Praça Dam. A localização é excelente, mas os preços podem ser um pouco mais caros ali.

Como fomos em baixa temporada, em janeiro, não saiu tão caro assim. Foram EUR 55,96 para 4 noites por pessoa. O hostel que ficamos foi o Central Station Hostel. O hostel é muito bem localizado e limpo. Ficamos em um quarto misto de 8 camas e foi muito tranquilo. Só fique preparado para subir escadas muito íngremes!

O que fazer em Amsterdam

Somos fãs de caminhar pelas cidades que visitamos. E em Amsterdam não foi nada diferente. O mais legal de Amsterdam é passear sem compromisso pelas ruas holandesas admirando sua arquitetura, cultura e estilo de vida. Amsterdam é uma cidade incrível e possui atrações bem únicas também. Recomendamos de cara fazer um free walking tour para conhecer melhor a cidade!

O que fazer em Amsterdam: Rua Nieuwezijds Voorburgwal

Rua Nieuwezijds Voorburgwal.

Saindo da Estação Central de Amsterdam (Amsterdam Centraal), você vai seguir pela Rua Nieuwezijds Voorburgwal. É uma das mais movimentadas, cheia de lojas, pessoas e bicicletas. Estivemos nesta rua várias vezes, especialmente para experimentar diferentes queijos oferecidos como degustação pelas lojas. Não foi fácil escolher um favorito para trazer para casa.

Aqui você vai encontrar lojas bem turísticas, mas que servem bem ao propósito de comprar lembrancinhas e recordações de Amsterdam. Eu coleciono copinhos de shot e imãs de geladeira, então encontrei o lugar certo.

O que fazer em Amsterdam: Praça Dam

Seguindo a Rua Nieuwezijds Voorburgwal, você eventualmente chegará à Praça Dam. Nela se encontram o Palácio Real de Amsterdam e a igreja Nieuwe Kerk. Ela foi construída em 1408, quando a igreja velha (Oude Kerk) ficou pequena para os fiéis. O museu de cera da Madame Tussauds de Amsterdam também se encontra na praça.

A Praça Dam é ponto de encontro, de referência e uma ótima região para aproveitar a cidade. Ficamos hospedados ali perto e foi excelente. Inclusive, é na Praça Dam que os grupos de free walking tour se encontram. Recomendo fortemente que você tire uma manhã para fazer o tour.

O que fazer em Amsterdam: Canal Tour

Tour pelo canal ao lado da estação central.

Outro tour muito procurado em Amsterdam é o tour pelos canais. Nada mais prazeroso que conhecer a cidades dos canais por eles. A Holanda é recheada de canais e Amsterdam deve ser a rainha deles.

#amsterdam #holland #netherlands #tbt

A post shared by Marcela Falco Domingos (@falcomar) on

Várias empresas realizam o tour, então você não terá dificuldade de encontrar uma boa opção. Além de ter uma outra visão de Amsterdam, no tour tem um guia que vai contando fatos e apontando prédios importantes para você entender um pouco mais da vida holandesa. A duração do passeio depende de cada empresa, mas normalmente não passam de um hora, então dá para aproveitar o dia sem problemas.

"today I love you", in #amsterdam #wanderlust #backpacking #cold #netherlands

A post shared by Nícolas Fontes (@fontesnic) on

Não fizemos o passeio pelos canais, mas ouvimos boas recomendações de algumas empresas, como a Canal e a Lovers. Você pode comprar tudo na hora, mas pode conseguir desconto se comprar com antecedência, então pesquise bem. O local mais fácil de encontrar empresas que fazem o passeio é nos arredores Estação Central de Amsterdam.

O que fazer em Amsterdam: Oude Kerk

Um dos grandes canais de Amsterdam com a igreja ao fundo.

A Oude Kerk não costuma estar no roteiro da maioria da pessoas, mas segue como minha recomendação. A Oude Kerk é a igreja velha de Amsterdam. Ela é, na verdade, o prédio mais antigo da cidade, de acordo com o site da igreja. Ela foi fundada no século VII e foi uma das construções góticas mais imponentes do norte da Europa.

Mais de 20 mil residentes de Amsterdam foram enterrados na igreja no passar dos séculos, especialmente personalidades importantes. O interior da igreja ainda abriga algumas obras de arte. Desde sua última restauração que durou de 1955 a 2013, a igreja é passou a ser considerada um monumento histórico com arte contemporânea.

A entrada na igreja custa EUR 10; EUR 7,50 para estudantes e EUR 7,50 para quem tem o Holland Pass. O pagamento deve ser feito no cartão de crédito ou débito e eles não aceitam dinheiro, uma das particularidades holandesas. Você pode comprar o bilhete pelo site oficial aqui.

O que fazer em Amsterdam: Mercado de Flores (Bloemenmarkt)

Uma das principais características da Holanda, são suas belas flores, especialmente as tulipas. Por isso, não deixe de passear por uma das regiões mais holandesas da cidade: o mercado de flores. Fomos no inverno, então não estava tão vivo quanto poderia estar, mas vale a pena.

O marcado não tem muitas flores, é focado mais em sementes. Dá para andar pela feira imaginando onde plantar cada uma delas. Além disso, tem algumas boas lojas de queijo em frente ao mercado. O Mercado das Flores está no caminho do centro para o Vondelpark, o Museumplein ou para a Heineken Experience, então aproveite o caminho para conhecê-lo.

Você encontra com a gente sempre as melhores dicas sobre nômades digitais e sobre viajar barato! Coloque seu nome e e-mail abaixo para receber gratuitamente novas publicações do Diário de Navegador em sua caixa de entrada! 😀

Não vai ficar fora de dessa, né?

O que fazer em Amsterdam: Museu Anne Frank

Fila na entrada do Museu Anne Frank.

O Museu da Anne Frank é uma das mais famosas atrações de Amsterdam. A história de Anne Frank ficou muito famosa com a publicação do seu diário. Para quem não se lembra dela, Anne Frank foi uma garota que ganhou um diário de presente do pais aos 13 anos, nos anos 1940.

Neste diário ela registrou a história da família durante a Segunda Guerra Mundial. Eles eram judeus e moravam em Amsterdam. Após se esconderem por 2 anos nos fundos do prédio onde ficava a empresa do pai, foram descobertos e mandados para o campo de concentração. A família toda, inclusive Anne, morreram no campo. O único sobrevivente foi o pai, que encontrou o seu diário em Amsterdam e o publicou como um relato da vida de confinamento durante a guerra.

O livro foi um sucesso de vendas e Anne ficou eternizada na sua inocência de escrita e virou uma espécie de heroína holandesa. O livro já rendeu até filme.

O Museu Anne Frank fica no local onde eles se mantiveram escondidos por estes dois anos no fundo na empresa do pai de Anne. Como muita atrações de guerra, é um passeio emocionante para muitas pessoas.

Por ser uma atração tão famosa, a fila é, quase sempre, muito grande. O lugar é pequeno e os turistas são muitos. Os ingressos se esgotam rapidamente e é preciso comprá-los pela internet o mais adiantado possível. Nós, inclusive, não conseguimos comprar o ingresso, já que nossa ida para Amsterdam foi decidida com pouca antecedência.

Para quem comprou o ingresso pela internet, o horário de entrada é de 9h às 15h30. Para quem não comprou o ingresso, tem que ficar na fila e tentar entrar de 15h30 até o horário de fechamento, que varia com a época do ano. Julho e agosto fecha às 22h; setembro a março às 19h e de março a maio às 21h.

Compre o seu ingresso e confira os horário no site oficial.

O que fazer em Amsterdam: Parque Vondelpark

Para quem gosta de passear sem muito compromisso e aproveitar um lanche ao ar livre, o Vondelpark é o seu lugar ideal. O parque é grande o suficiente para te render um longo passeio e é muito aconchegante. Para quem vai no inverno, como foi o nosso caso, pode não ser o passeio ideal, mas se tiver a oportunidade, vale considerar.

O parque tem bastante área verde, flores e muita água, como quase tudo em Amsterdam. Para quem gostou da sugestão, não deixe de conferir o post do Docs Amsterdam sobre o parque.

O que fazer em Amsterdam: Praça dos Museus (Museumplein)

O que torna a Praça dos Museus de Amsterdam tão procurada é o famoso letreiro “I Amsterdam”. Não se engane, isso não é tudo que tem para fazer lá. Como o próprio nome diz, aqui você encontra alguns museus, como o famoso Museus Van Gogh.

I AMSTERDAM #amsterdam #netherlands #eurotrip #wanderlust

A post shared by Nícolas Fontes (@fontesnic) on

Para quem pretende tirar foto no letreiro (quase tudo mundo, imagino), aqui vai uma dica: vá cedo! Você vai ouvir essa dica de qualquer blogueiro ou viajante que já esteve em Amsterdam. Sabe porque? Porque é verdade. Todo mundo sabe que tem que chegar cedo, mas poucas pessoas realmente vão cedo. Se você quer uma boa foto sem muitos turistas de fundo, esse é a sua melhor alternativa.

O que fazer em Amsterdam: Museu Van Gogh

Vincent Van Gogh é uma das personalidades holandesas mais famosas e celebradas. Logo, era de se esperar que teria um museu dedicado a ele. Na verdade, o museu é uma das atrações mais procuradas da cidade. Van Gogh é uma das pessoas mais famosas e influentes no ramo da arte.

O museu é muito grande, pois além de abrigar a maior coleção do mundo das obras de arte de Van Gogh, abriga também outras obras de outro pintores. Se você pretende visitar o museu, vá com tempo. Realmente tem muita coisa para ver! Nas sextas feiras, inclusive, o museu funciona até às 22h e costuma ter outras atrações culturais.

Por ser uma atração tão visitada, os ingressos acabam rápido. Você deve comprar o seu ingresso online. Eles trabalham com dois tipos de ingresso: o blue lane (faixa azul) e o yellow lane (faixa amarela). O blue lane você compra com horário marcado e se perder a hora, perde também o ingresso. Mas, nesse caso, não pega nada de fila. Já o yellow lane você pode ir quando quiser, mas corre o risco de pegar uma pequena fila. Costuma ser pequena mesmo, mas não prometo nada rs.

Comprar o bilhete na hora também é possível, mas aí te garanto que você pegará uma fila enorme. Compre o ingresso online pelo site oficial do museu aqui. Ele custa EUR 17 e é gratuito para menores de 18 anos ou portadores do cartão Museumkaart.

O que fazer em Amsterdam: Heineken Experience

Para os fãs da cerveja, a Heineken Exerience é como um museu da cerveja holandesa com degustação. Aqui vejo muita controvérsia. Muitos adoram o museu e muitos não. Nós optamos por não fazer o passeio pois o ingresso é muito caro e não estava dentro dos nossos interesses em Amsterdam.

Sugiro que pesquise bem sobre o tour. O ingresso custa em torno de EUR 16.

O que fazer em Amsterdam: Red Light District

Por fim, temos o Red Light District, ou o Distrito da Luz Vermelha. O distrito é como se fosse um bairro e é aqui que acontece a grande atuação das prostitutas legalizadas de Amsterdam. Toda a história e as informações do bairro são muito interessantes e únicas. Por isso, vamos fazer um post todo dedicado ao distrito. Aguarde!

Daytrips de Amsterdam

Por ser um país pequeno, passeios bate e volta são muitos comuns na Holanda. Se você for ficar mais de 3 ou 4 dias em Amsterdam e já tiver feito tudo o que queria fazer, se aventure por outros cantos do país! Dá para fazer quase o país todo de trem e e as viagens não costumam ser muito longas. Se for no verão ou primavera, quando os dias são mais longos e o sol se põe mais tarde, melhor ainda. Dá para aproveitar muito!

Aqui vamos dar algumas sugestões que fizemos ou que faremos na próxima! Para as passagens, recomendo pesquisar na empresa de trem holandesa NS. As passagens podem ser um pouco caras, então faça uma boa pesquisa!

Para começar, recomendo os passeio que nós fizemos na Holanda: Haia, Rotterdam, Eindhoven e Maastricht. As duas primeiras são mais próximas e as duas últimas são mais afastadas. Mesmo assim, se você sair cedo, consegue fazer o passeio como um bate e volta. Se preferir, pode ser uma boa ideia dormir em uma das cidades para diminuir o tempo de transporte e aproveitar mais o dia.

Para quem pretende conhecer campos de tulipa e moinhos tipicamente holandeses, considere as cidades Keukenhof para os campos de tulipa e Zaanse Schans para os moinhos. Ambas ficam perto de Amsterdam e são fáceis de chegar. Para os amantes de cerveja, a cidade Harleem com seus cantos medievais também é uma boa pedida. A cidade é conhecida por suas mais de 100 cervejas locais!

Para aquele que, assim como eu, amam um bom queijo, a cidade de Gouda também pode entrar no roteiro. Ela é a responsável pelo delicioso queijo holandês Gouda e também pelas maravilhosas stroopwafels. Já deu para ver que não vai faltar opção, né?

O que comer em Amsterdam

Queijos, queijos e mais queijos. Enquanto estivemos em Amsterdam passávamos de loja em loja experimentando os mais diversos queijos holandeses até escolhermos um favorito. E por fim escolhemos o Old Amsterdam, uma marca deliciosa que tem uma loja na Rua Nieuwezijds Voorburgwal.

O queijo Old Amsterdam havia ganhado o prêmio de melhor queijo do mundo (o parmigiano reggiano italiano ficou em segundo). O queijo de cabra deles também é maravilhoso!

Para os cervejeiros, recomendo dar uma passada na Cervejaria Brouwerij “t IJ. Ela fica um pouco afastada das atrações, mas para quem aprecia uma boa cerveja é um super passeio.

A stroopwafel também deve entrar na lista. Ela é doce, crocante e você encontra para todo lado!

Para quem quer conhecer mais comidas típicas da Holanda, confira o post do Ducs Amsterdam!


E você? Já esteve em Amsterdam? Conte pra gente as suas experiências!

Se você gostou desse post e quer dar uma olhadinha nele outras vezes, salva a imagem abaixo no seu painel de viagens no Pinterest! 😀

Amsterdam foi uma das melhores surpresas que tivemos na Europa. Mas afinal, o que fazer em Amsterdam e quantos dias ficar na cidade?

Lembre-se que o DDN está aberto a críticas e sugestões via Facebook, comentários e através do nosso contato direto.

Escrito por
Mais de Mar Falco

13 perfis do Instagram para te inspirar a viajar e fotografar

Inspiração é bom e tudo mundo gosta. Acompanhamos fotos, vídeos, depoimentos e...
Leia Mais

Compartilhe suas ideias