Conheça Praga: a Pérola do Oriente

Situada as margens do Rio Vltava (Rio Moldava em Português), Praga é capital e maior cidade da República Tcheca. Conhecida como Pérola do Oriente, a cidade tem aumentado sua presença em roteiros europeus. É rica em pontes, igrejas e possui o maior castelo do mundo. Ficou curioso? Então confira as dicas do Diário de Navegador sobre essa cidade incrível.

Saiba mais: Como montar um roteiro pelo Leste Europeu

Estive em Praga com meu namorado e uma amiga durante o inverno europeu, próximo ao Natal. Andando pelas ruas do centro histórico, chegamos à conclusão que Praga poderia facilmente ser a Paris do leste europeu. Cheia de ruas lindas e charmosas, uma avenida importante formada por lojas de marcas famosas e carros caros – parece familiar? –, Praga tem um toque de sofisticação que normalmente é atribuído à Paris.

Mas a cidade é muito mais que isso. Passei quatro dias inteiros por lá e não podia ficar mais satisfeita. O centro histórico dá a impressão que você chegou a uma cidade pequena e bem tradicional. Tive a sorte de encontrar com as feiras de natal e com as delícias gastronômicas que elas tinham para oferecer. A propósito, não deixem de provar o Trdelník – doce local que me lembra a massa de rosca e é feito enrolado em um cilindro de madeira na brasa com açúcar em volta.

Doce Tcheco Praga República Tcheca

Mas o que tem em Praga para se visitar?

Muita coisa! E é por isso que organizamos um roteiro para quem quer conhecer esta maravilhosa cidade em uma média de 4 dias.

Saiba mais: 10 coisas para fazer de graça em Praga.

Para quem quer aproveitar um pouco mais da República Tcheca, não deixe de fazer alguns day trips de Praga, como o campo de concentração de Terezín, o ossuário de Kutná Hora e a cidade de Český Krumlov!

  1. Old Town (Staré Město)

O centro histórico de Praga é um dos mais bonitos que já visitei. A região abriga a maioria das lojas de souvenirs e muitas atrações, como a Praça da Old Town, o Relógio Astronômico, a torre da prefeitura – ambos permitem que você suba para ver a vista da cidade -, a Catedral Tyn e a Igreja de São Nicolau. Próximo ao centro histórico, ainda tem o Convento de Santa Agnes, que abriga um museu de arte medieval. Além disso, é de lá que saem os Free Walking Tours (saiba mais aqui).

Old Town Praga Republica Tcheca
Old Town Square – Praça da Cidade Velha
  1. Distrito do Castelo de Praga

Considerado pelo Guinness World Records o maior complexo de castelo do mundo, o Castelo de Praga possui cerca de 72,5 mil m². É possível avistá-lo das margens do rio, pois está localizado em um morro. Dentro do complexo do castelo, dá para perceber que ele não tem o “formato de castelo” que estamos acostumados. Por ser muito grande, sua arquitetura dentro dos muros lembra uma vila – salvo exceções de construções como a Catedral de São Vito.

A entrada no complexo é gratuita, mas existem visitações pagas dentro do castelo para quem quer conhecer o interior dos salões, uma parte não gratuita da catedral e a Viela Dourada, por exemplo. No Distrito do Castelo vamos ressaltar à visita aos Jardins Reais, ao Palácio Real, a Catedral de São Vito e a Basílica de São Jorge.

Castelo de Praga: saiba mais sobre o maior castelo do mundo

Catedral de São Vito Praga Republica Tcheca
Catedral de São Vito

Uma curiosidade sobre o Castelo de Praga, é que logo após o fim do regime comunista da República Tcheca, os Rolling Stones estavam planejando uma turnê pela Europa e foram pedidos para incluir Praga de última hora. Acabaram por criar um vínculo com a cidade e em uma de suas visitas reclamaram que o castelo não era iluminado durante a noite. A resposta que tiveram foi simples: não temos dinheiro para iluminar o castelo! Inconformados, os Rolling Stones pagaram pela iluminação, que hoje permite a melhor visão do castelo na minha opinião.

  1. Bairro Judeu

Próximo ao centro histórico, o bairro judeu de Praga é uns dos bairros judeus mais bem conservados da Europa. Possui seis sinagogas, uma prefeitura judia e, além disso, um cemitério judeu . Vamos dar destaque à Velha-Nova Sinagoga (sinagoga mais antiga ainda em atividade da Europa), a Sinagoga Espanhola, o Velho Cemitério Judaico e o Museu Judaico.

  1. Charles Bridge

A Charles Bridge é a ponte mais antiga da cidade. É por ela que os membros da família real se deslocavam. A arquitetura da ponte já vale a visita, além de ter uma vista sensacional do Castelo – especialmente à noite.

Charles Bridge: saiba mais sobre o cartão postal de Praga

Charles Bridge Praga Republica Tcheca

  1. Colina Petrin

Próxima ao Castelo de Praga, a Colina Petrin guarda uma vista panorâmica da cidade. Para chegar lá, é preciso pegar um trem funicular na estação Ujzed, que fica a cerca de 1 km da Praça da Cidade Baixa (Malostranské Námestí). Na Colina é possível visitar a torre de observação e o labirinto de espelhos.

  1. Praça Venceslau

A visita a Praça Venceslau deve inclui toda a avenida principal da região, a Václavské Námestí. Com um comércio vibrante, a avenida ainda conta com museus, como o Museu Nacional de Praga, Museu do Comunismo e Museu da Cidade de Praga. Próximo à Praça, está a Estação Central de Praga (Praha Hlavní Nádraží).

  1. Prédio Dançante (dancing house)

Um pouco afastado do centro histórico, mas próximo a uma boa região de albergues – me hospedei por ali no Hostel Emma -, está o famoso Prédio Dançante – também conhecido como “Fred & Ginger”.  O prédio foi construído após a Revolução de Veludo, que foi uma série de manifestações contra o governo comunista que resultou na separação da Checoslováquia em República Tcheca e Eslováquia.

A construção do prédio deveria marcar a nova era do país, com a necessidade de evoluir e adotar mudanças radicais. Por fim, o prédio foi inspirado no casal Fred Astaire e Ginger Rogers, atores de musicais hollywoodianos. Originalmente foi construído para ser uma biblioteca, mas sempre foi usado como prédio comercial.

Hoje, abriga um restaurante chamado “Fred & Ginger”, que permite conhecer o prédio por dentro, apreciar a vista e ainda aproveitar uma refeição tcheca. A estação de metro mais próxima é a Karlovo Náměstí, mas também dá para andar do centro histórico até lá.

Predio Dancante Praga Republica Tcheca

Comendo em Praga

Em Praga o preço médio de um prato individual é CZK 150. Em lugar muito barato, você pode achar pratos de CZK 100. Evite restaurantes que tenha pratos individuais mais caros que CZK 200. Não é questão de ser caro, pois acaba não sendo quando pensamos em euros, mas CZK 200 na lógica tcheca é abuso. Então você pode estar sendo explorado em um restaurante “pega turista”. Pode ser que em algum restaurante um ou outro prato seja em torno de CZK 400, mas aí já são pratos pra duas pessoas.

Onde se hospedar

Minha recomendação vai pro Emma Hostel. Ficamos em um quarto duplo e pagamos EUR 9 a diária! O hostel está em uma localização muito boa, perto do metro, supermercados, restaurantes e tem um ambiente bem agradável. Recomendo!


Booking.com

Navegador, ao reservar sua hospedagem no Booking.com por este link acima, o DDN receberá uma pequena comissão. Não se preocupe, você não paga nadinha a mais por isso!

😀

Day trips de Praga

Terezín: o campo de concentração propaganda na República Tcheca

Cesky Krumlov: o conto de fadas da República Tcheca

Kutna Hora: visita ao Ossuário de Sedlec


E aí, curtiu? Compartilhe com seus amigos!

Lembre-se que o DDN está aberto a críticas e sugestões via Facebook, comentários e através do nosso contato direto.

Nós estamos sempre atualizados com as melhores dicas para viajar barato! Receba gratuitamente novas publicações do Diário de Navegador por e-mail! 😀

Não vai ficar fora dessa, né?

Escrito por
Mais de Mar Falco

Como tirar o passaporte brasileiro: veja o passo a passo

Viajar para fora do país é o sonho de muita gente. O...
Leia Mais

4 Comentários

Compartilhe suas ideias