Terezín: o campo de concentração propaganda na República Tcheca

De fortaleza medieval a campo de concentração, Terezín (ou Theresienstadt em tcheco), uma cidade próxima a Praga, tem chamado a atenção dos turistas como day trip. A República Tcheca tem uma história forte e parte importante dela está exposta em Terezín. A cidade chama a atenção por manter o ambiente onde se localizava o campo de concentração modelo da propaganda nazista.

Saiba o que fazer em Praga aqui.

A cidade foi fundada em 1780, pelo Imperador da Áustria, Joseph II. Foram erguidas fortalezas que a contornavam e mantinham a guarnição militar para proteger o reino da invasão da Prússia. Por isso, Terezín tem o formato de uma estrela, feita a partir destas muralhas.

Seu formato particular, suas fortalezas herdadas do período medieval e o alinhamento das ruas, favoreceu a escolha da cidade como campo de concentração no período da Segunda Guerra. Sua estrutura foi modificada, mas ainda assim manteve partes da estrutura original – algumas partes nem foram utilizadas pelos nazistas.

Terezin Praga Republica Tcheca 7
Parte da fortaleza construída anteriormente. Os túneis da foto não foram usados pelos nazistas, apenas os prédios à esquerda.

O campo de Terezín serviu de gueto e campo temporário para judeus, que eventualmente eram transferidos para Auzchwitz. Foi o escolhido pelos nazistas como campo “propaganda” das políticas alemãs.  Até o fim da guerra, cerca de 150.000 pessoas passaram por Terezín, onde 35.000 morreram de fome e por doenças, devido às condições precárias.

Terezin Praga Republica Tcheca 4

Durante a guerra, membros da Cruz Vermelha Internacional visitaram o campo com o intuído de verificar as condições em que eram tradados os judeus e a correspondência com o que era descrito pelos nazistas. Para receber a visita, o campo realocou os habitantes excedentes de Terezín para Auzchwitz, lavaram as ruas, pintaram as casas, deram roupas novas e colocaram brinquedos para crianças.

Por isso era considerado o campo propagando. Os membros da Cruz Vermelha não encontraram (ou não procuraram direito) violações graves e os campos foram liberados por mais um tempo.

Entrada da Fortaleza Pequena.
Entrada da Fortaleza Pequena.

Com os preparos feitos pelos alemães, a Cruz Vermelha encontrou um campo voltado para artes, onde, na teoria, crianças estudavam música e os adultos se dedicavam normalmente às atividades de manutenção e convivência, além de intervalos para artesanatos. Os judeus foram proibidos de se comunicarem com os oficiais da Cruz Vermelha e deveriam preparar exemplos do bom tratamento recebido ali.

Bloco da Fortaleza Pequena.
Bloco da Fortaleza Pequena.

Foi assim que surgiram apresentações musicais como Requiem de Verdi cantado por um coral de Terezín, interpretações de peças de Shakespeare, e óperas, como Carmen e a Flauta Mágica, apresentados pelos judeus. Além disso, pregaram a existência de esportes praticados lá, como vôlei e futebol.

Mais de uma visita da Cruz Vermelha aconteceu. Em todas elas, cantores cantaram, crianças desenharam e adultos produziram. A cada visita, um novo grupo de judeus cantava Requiem, pois os antigos artistas já haviam sido levados de lá.

Terezin Praga Republica Tcheca 3
Lavatório na Fortaleza Pequena.

Hoje, é possível visitar o campo de concentração de Terezín em suas duas fortalezas: a Grande e a Pequena. No Museu do Ghetto, estão visíveis os desenhos feitos por crianças da época sobre o dia a dia no campo e sobre o lado musical exercido por lá. Parte destes desenhos também está disponível na Sinagoga Pinklas, em Praga.

Terezin Praga Republica Tcheca 6

Como ir de Praga a Terezín

Para ir de Praga a Terezín, basta pegar um ônibus na plataforma 7 da estação Praha Holesovic. O ônibus para na estação Bioveta, em frente a Fortaleza Pequena. É possível fazer o trajeto entre as Fortalezas a pé. O ônibus custa 60 CZK o trajeto.

Preços e horários

– O Museu do Ghetto está aberto de 9h as 17h30 e custa 160 CZK a entrada.

– O campo funciona neste mesmo horário e a visita a Fortaleza Grande e a Fortaleza Pequena custam 215 CZK (165 CZK na tarifa reduzida) e inclui guia.

Caso precise tirar outras dúvidas, é só conferir o site do Terezín Memorial aqui.

E se quiser mais dicas sobre o que fazer na República Tcheca, confira nossas sugestões no post de Praga aqui.


E você, já visitou algum campos de concentração? Conte pra gente!

Lembre-se que o DDN está aberto a críticas e sugestões via Facebook, comentários e através do nosso contato direto.

Nós estamos sempre atualizados com as melhores dicas para viajar barato! Receba gratuitamente novas publicações do Diário de Navegador por e-mail! 😀

Não vai ficar fora dessa, né?

Escrito por
Mais de Mar Falco

Conheça os 10 países mais visitados do mundo

Para os amantes de viagens, qualquer destino tem algo legal para se...
Leia Mais

Compartilhe suas ideias