7 dicas infalíveis para você não ser o chato do avião

Quase todo voo tem um chato que estraga a viagem de alguém. Te deixa desconfortável, fala demais, puxa assunto com quem não quer papo, chuta o assento de alguém, etc. Se quase sempre tem um chato, será que você não pode ser ele também? Cuidado para não se tornar o chato do avião!

Viajar de avião faz parte da maioria dos roteiros de viagem hoje. Promoções aéreas, destinos cada vez mais distantes, praticidade e economia de tempo. Os motivos para optar por viajar de avião são muitos! E por isso, cada dia mais, aumenta o número de pessoas usando este meio de transporte. E isso é muito legal! Mostra que está um pouco mais acessível e democratizado. Mas sabe o que é ruim? Aumentam também as pessoas chatas de avião! Então aprenda de uma vez por todas quem é o chato do avião e evite se tornar um!

  1. Ocupe apenas o seu espaço

Curioso precisar escrever isso aqui, mas juro que precisa! Na verdade é uma das coisas chatas mais recorrentes, na minha opinião. Os chatos de avião tem mania de abrir muito as pernas, usar os dois descansos de braço O TEMPO TODO sem preso na consciência, ficam cutucando a telinha da TV brutalmente sem se preocupar com a pessoa da frente, chuta poltrona, essas coisas.

A dica é bem simples: ocupe apenas o seu espaço! A poltrona é pequena? Sim, demais. Mas é pequena para você e para todo mundo que está no avião. Respeite o espaço do outro e sempre se coloque no lugar da outra pessoa. Regrinha básica para a vida!

  1. Escolha bem o seu assento

Escolher bem o seu assento não que dizer asa, frente ou fundão. Também, claro. Mas escolha de acordo com o tipo de viagem e o tipo de viajante que você é. O que isso quer dizer? Vou explicar.

Você precisa esticar sempre as pernas? Vai muito ao banheiro? Gosta de mexer no bagageiro sempre? Viaja com criança? Então seja legal e escolha a poltrona do corredor. Não só vai ser melhor para os outros como para você também! Não tem nada de errado em precisar movimentar as pernas, fazer xixi ou pegar aquela blusa de frio na mala. Sério. Mas se você gosta da liberdade de se movimentar e não quer incomodar ninguém, ta aí uma boa sugestão.

Se você é como eu, que só vai no banheiro do avião em extrema urgência (já passei voos internacionais inteiros sem ir no banheiro. Se é saudável eu não sei, mas tenho esse bloqueio) e já deixa tudo que precisa em uma bolsinha embaixo da poltrona da frente (veja aqui o que você precisa levar com você no avião), então sente na janela e libere o corretor para quem precisa mais que você.

O assento do meio realmente é difícil qualificar rs.

Claro que são apenas sugestões e você não precisa fazer nada que te deixe desconfortável. Se você é agitado, mas adora a vista do avião, tente apenas se conter ao seu espaço, não precisa sair de lá.

  1. Preste atenção aos horários

Outra coisinha bem chata (mas que estamos todos sujeitos a fazer) é perder a chamada do voo. Depois que você já fez o check in, o avião te espera para embarque. Quem nunca ouviu o funcionário do aeroporto chamando os mesmos nomes várias e várias vezes para o embarque? Pois eu já vi inúmeras vezes.

O avião te espera e por consequência, os passageiros também. Você pode estar atrasando alguém, fazendo outra pessoa perder o próximo voo ou apenas sendo inconveniente. Acidentes acontecem e todos nós sabemos disso. Existem casos especiais e motivos justos para atrasar um voo. Mas na maioria das vezes a pessoa só foi desatenta.

Como evitar ser esse chato do avião? Tenha em mente e em mãos o horário e o portão de embarque do seu voo. Quando estiver quase na hora de embarcar, já fique perto do portão. Aí não tem erro. É só uma questão de atenção ao horário.

Não ser chato no avião - mulher no aeroporto

Você encontra com a gente sempre as melhores dicas sobre nômades digitais e sobre viajar barato! Coloque seu nome e e-mail abaixo para receber gratuitamente novas publicações do Diário de Navegador em sua caixa de entrada! 😀

Não vai ficar fora de dessa, né?

  1. Bagagem de mão na proporção

A própria cia aérea já costuma prestar atenção no tamanho da sua bagagem de mão. Mas mesmo assim, as vezes ela pode ser maior que o ideal. Quando soma bagagem de mão, bolsa, jaqueta de frio… vira muita coisa. E o que tem de errado nisso? Nada, desde que você não seja um sem noção.

Para não ser o chato da bagagem de mão, veja se realmente cabe a sua mala e evite ficar forçando ela em cima das outras. Você pode estragar a mala de alguém e não vai ser legal. Se os bagageiros encheram e você está ocupando muito espeço com uma mala e uma bolsa, veja se não é possível passar a sua bolsa para deixo do assento. Além de ser útil ter tudo ao seu alcance durante o voo, ainda pode facilitar a vida de alguém.

Ah! E falando em bagagem embaixo do assento, vamos prestar atenção ao tamanho dela! Se ela for grande, pode limitar muito o espaço de perna da pessoa a sua frente ou atras de você, dependendo de onde colocar. Mais uma vez, não tem nada de errado em colocar a mala embaixo do assento. Basta ter bom senso.

  1. Sem atividades desnecessárias, por favor

Hmmm, o que seriam atividades desnecessárias dentro de um avião fechado onde estou de cinto no assento? Bom, já ouvi meninas que queria levar esmalte para arrumar a unha (nem sei se pode, mas mesmo se for só a lixa já incomoda). Ouvir música muito alta com um fone que não veda som muito bem. Pessoas que descansam o pé na poltrona da frente (essa ficou famosa na internet um tempo atrás).

Qualquer coisa que você acha que seria ruim se fosse com você, deve ser evitada. Ninguém quer estar do lado de uma pessoa cortando unha no avião ou ter um pé no seu encosto de braço.

  1. Viaje bem com crianças

Viajar com criança, não e fácil, eu sei. Ainda mais bebês e crianças bem pequenas. A dica aqui não é silenciar as crianças ou evitar viajar com elas. É simplesmente ser simpático com as pessoas ao seu redor. Tudo mundo sabe que criança chora, fica entediada e que é quase impossível controlar isso.

É bem legal você chegar e perguntar se a pessoa do seu lado se incomoda em sentar perto de vocês. Na maioria das vezes as pessoas vão dizer “claro que não!” e mesmo que se incomodem, vão reagir de uma forma bem mais receptiva com vocês. Se por acaso a pessoa dizer que se incomoda, peça para o comissário de bordo te ajudar (ou ajudar a outra pessoa) a encontrar um lugar mais confortável para vocês. Eles fazem isso de boa e você não precisa passar o voo todo sabendo que está incomodando alguém.

Outra atitude legal é levar brinquedinhos (não muito barulhentos, sem músicas, sons de tiro ou de algum animal cantando repetitivamente). Com brinquedos, a criança se distrai, chora menos (o que não é um problema!) e te dá a oportunidade de viajar mais relaxado.

Se a criança já for maiorzinha, uma boa ideia é conversar com ela antes e explicar que tipo de ambiente é aquele e porque ela deve se comportar de uma forma especial. Faça ela participar mais da viagem entendendo os motivos para aquilo, explique quanto tempo dura o voo e o que não seria legal ela fazer durante a viagem. Aqui é um bom momento também para deixar a criança brincar no celular ou tablet, caso ela goste e seja uma coisa permitida para ela nos hábitos que já tem.

  1. Posso pelo menos dormir? PODE

Dormir é um tópico muito delicado. Claro que pode dormir! O ruim é que algumas pessoas roncam muito e alto, mexem demais, deitam no ombro do desconhecido, falam dormindo e invadem o espaço do outro.

A verdade é que não tem muito o que fazer, especialmente se você está viajando sozinho. Eu, por exemplo, tenho o sono super leve e acordo por qualquer bobeirinha, talvez até por isso coloquei esse tópico no post. Me incomoda um pouco um ronco alto do meu lado, uma pessoa chutando meu assento toda vez que mexe e pessoas entrando mais na minha poltrona que deveriam.

Sei também que é quase impossível evitar esses hábitos quando estamos dormindo. Para quem viaja sozinho, as vezes o assento do corredor é o melhor para você. Dá para mexer com mais espaço e entrando menos no assento do outro. Para quem viaja acompanhado, pode pedir ajuda do companheiro. “Ei, me acorda se eu estiver roncando muito!”, “me cutuca se eu deitar no ombro de alguém”, essas coisas. Para quem dorme no ombro do vizinho, é uma boa ideia levar aquelas almofadas de pescoço. No mais, deixa rolar rs.


As dicas para não ser o cara chato do avião podem parecer muito restritivas. Mas quando você se sente incomodado por alguém durante o voo, percebe que é legal a gente policiar o comportamento dentro do avião. Não precisa parar de ir no banheiro, deixar e pegar algo na mala, ficar acordado em um voo longo, evitar viajar com crianças, nada disso. Precisa apenas ter bom senso e seguir aquela regrinha básica de vida: não faça com os outros o que não gostaria que fizessem com você!

No mais, boa viagem! 😀

Quer saber mais como identificar se você é ou não o chato do avião? Então confira esse post do blog Viajoteca!

Se você gostou desse post e quer dar uma olhadinha nele outras vezes, salve a imagem abaixo no seu painel de viagens no Pinterest! 😀

Quase todo voo tem um chato que estraga a viagem de alguém. Será que você não pode ser ele também? Cuidado para não se tornar o chato do avião!

E você? Já viajou com um cara chato? Conta pra gente aqui nos comentários!

Lembre-se que o DDN está aberto a críticas e sugestões via Facebook, comentários e através do nosso contato direto.

Compartilhe suas ideias