21 trabalhos para nômades digitais

Homem trabalhando trabalhos para nômades digitais

Navegador, para ser um nômade digital você precisa ter uma fonte de renda que te permita trabalhar de qualquer lugar do mundo. Sabia que é esse o nosso sonho? Vem com a gente nesta linda lista de trabalhos para nômades digitais e descubra como ganhar dinheiro pelo mundo afora!

Saiba mais: Ganhe dinheiro enquanto viaja: o que é um nômade digital

Muitos nômades escolhem ser freelancers: trabalhadores autônomos que se auto empregam em diferentes empresas ou captam clientes de forma independente. Este estilo de trabalhos para nômades digitais cresce cada dia mais em várias áreas e o site 99freelas mostra boas oportunidades neste mercado!

Quer saber mais? O Diário de Navegador separou os melhores trabalhos para viajantes!

  1. Criador de posts para redes sociais

Cuidar de redes sociais a nível profissional dá bastante trabalho e cada vez mais empresas possuem freelancers para criarem posts. O nômade digital nesse caso precisa entender bastante sobre propagação de conteúdo para Instagram, Facebook, etc., além de conhecer a fundo as campanhas de marketing da empresa contratante.

  1. Redator para blogs

Pode parecer fácil, mas pede bastante estudo de marketing e atenção em estratégias de escrita. Ainda assim, por gastar pouco tempo e permitir outros trabalhos em simultâneo, é uma boa opção entre os trabalhos para nômades digitais.

  1. Fotógrafo

Fotografar é uma das atividades mais queridas como hobby ao redor do mundo. Algumas pessoas aprofundam no estudo desta atividade e profissionalizam seus cliques ao redor do mundo. Talvez seja um dos serviços mais feitos por nômades digitais.

  1. Gerenciador de mídias sociais

Parece o mesmo que a criação de posts, mas na verdade, um gerenciador de mídias sociais cuida também de vários outros aspectos: responder e moderar comentários, monitorar e buscar curtidas e seguidores, divulgação de perfis e novas publicações, etc. É preciso ficar antenado com as tendências em diferentes redes sociais e com seus termos de uso.

  1. Videomaker

Este é o melhor trabalho para quem entende de criação e edição de vídeo. Geralmente, videomakers dominam as ferramentas dos melhores softwares no ramo e possuem bons equipamentos de gravação. Seus trabalhos nômades são recebidos e enviados via internet.

  1. Blogueiro

Assim como redator para blogs de terceiros, um blogueiro cria conteúdo escrito para um portal online. A diferença aqui é que o blogueiro é o criador do website e pode ter seus redatores contratados, além dele mesmo escrever. Alguns blogueiros ganham dinheiro com anúncios, outros buscam parcerias com marcas e outros websites maiores.

Saiba mais: 6 dicas para blogueiros iniciantes
Saiba mais: O que você precisa saber para criar um blog 
(em breve)
Saiba mais: 6 erros de blogueiros que você precisa evitar (em breve)

  1. Tradutor

Você fala alguma língua estrangeira? Uma boa opção de freelance é a tradução à distância! Em alguns casos – como documentos para tirar passaportes ou currículos –, o contratante pede uma tradução juramentada. Nestes casos, o preço cobrado costuma ser bem caro, uma vez que o tradutor possui um registro que o permite tal atividade, reconhecida por governos, universidades e grandes empresas.

  1. Designer gráfico

As tarefas de um designer gráfico podem ser bem amplas. De forma geral, costuma trabalhar com a identidade de marca do contratante. Isso envolve criação de logotipo, customização de materiais da empresa e outras atividades. Alguns designers criam quadros e outras artes para vende-los na internet. De qualquer forma, é preciso dominar os softwares de trabalho e tem bastante habilidade artística.

  1. Ilustrador

Pode parecer com um designer gráfico, é verdade. A diferença aqui é o trabalho do ilustrador não envolve necessariamente o webdesign. Geralmente, um ilustrador desenha muito bem à mão livre. Alguns fazem “freelas” em materiais didáticos para editoras, livros diversos, etc. Assim como um designer gráfico, o ilustrador também pode criar artes e vender via internet.

  1. Criador de websites

Já pensou em ganhar dinheiro criando do zero alguns websites? Em alguns casos, o freelancer nem precisa ter conhecimentos de programação: é só entrar em plataformas de criação (como wordpress.com, klicksite, etc.) e criar bons sites para as empresas que o contratou.

Você encontra com a gente sempre as melhores dicas sobre nômades digitais e sobre viajar barato! Coloque seu nome e e-mail abaixo para receber gratuitamente novas publicações do Diário de Navegador em sua caixa de entrada! 😀

Não vai ficar fora de dessa, né?

  1. Programador / Desenvolvedor

Um desenvolvedor pode trabalhar em diversas áreas à distância. Alguns desenvolvem apps, outros criam websites. Alguns melhoram layouts de sites já existentes ou acrescentam funcionalidades e ferramentas para plataformas e sistemas de empresas. O escopo de atuação é grande tanto para back end quanto para front end e exige bons conhecimentos na área!

  1. Redator para Ebooks

Muitos empreendedores digitais usam ebooks como forma de conquistar seu público. Estes arquivos são considerados “materiais ricos de conteúdo” e muitas vezes são escritos por freenlancers! É uma boa ideia para ganhar dinheiro enquanto viaja.

  1. Profissional liberal

A grande maioria dos profissionais liberais hoje podem trabalhar à distância. Isso mesmo, já se foi o tempo em que estar em um mesmo ambiente com seu cliente era necessário. Hoje, vários profissionais trabalham via Skype, que permite, inclusive, videoconferências coletivas, chats e ligações para telefones. Exemplos de trabalhos via Skype: arquiteto, psicólogo, coach, professor, consultor de negócios, etc.

  1. Empreendedor de E-commerce

Que tal vender produtos online? Existem várias ideias nesta categoria. Já pensou em gerenciar à distância uma equipe de duas ou três pessoas que cuidam de um estoque e da entrega, enquanto você viaja o mundo? Em alguns casos, o nômade digital nem sequer precisa de estoque. Você pode comprar produtos locais, onde quer que esteja, e vende-los online pro resto do mundo!

  1. Criador de Infoproduto Digital

O mercado de infoprodutos digitais cresce cada vez mais no Brasil e no mundo. Um criador deste tipo de produto pode fazer cursos em vídeo-aulas, ebooks, podcasts e vários outros formatos de conteúdo informacional online e pago. Para que dê dinheiro e banque suas aventuras pelo mundo, o nômade digital neste caso deve ter uma pegada empreendedora forte e dedicar horas de trabalho e estudo sobre o mercado.

  1. Vendedor de Infoproduto

Um vendedor de infoproduto ganha dinheiro com a divulgação do conteúdo informacional pago criado pelo produtor. Na maioria dos casos, estes vendedores ganham comissão sobre o valor total do produto sempre que realizam uma venda online. Como tudo neste mercado, este trabalho exige grande esforço e dedicação.

  1. Instagrammer profissional

Tirar fotos para o Instagram não é apenas um hobby para todo mundo. Algumas pessoas dedicam suas carreiras como fotógrafos de Instagram para dar visibilidade a qualquer empresa ou organização que queira divulgação. Ministérios de Turismo, por exemplo, contratam pessoas como o Paulo del Valle para promover as belezas dos países em que visita. Ações como essa fomentam a economia local e são um excelente negócio! Conheça mais sobre este estilo de vida aqui.

  1. Assistente pessoal

Organizar compromissos, horários, lembretes de aniversário e rotina de treinos. Estes são alguns dos vários trabalhos que um assistente pessoal pode fazer. Em resumo, ele trabalha ajeitando a agenda de seus clientes.

  1. Telemarketing

É isso mesmo, operadores de telemarketing já não precisam trabalhar nos famosos call centers convencionais! O nômade digital pode trabalhar de onde quiser. Esta é a proposta de muitas empresas, como a Home Agent, que atua no Brasil. Inseridos no mundo digital, esta empresa contrata funcionários para atuar na área remotamente – e esse modelo já é adotado também por muitas empresas no exterior.

  1. Investidor

Com bons conhecimentos na área, um navegador antenado pode investir na bolsa de valores e arrecadar dinheiro o suficiente para levar um estilo de vida nômade! Outras pessoas escolhem por investir em startups, como empresas de tecnologia ou aplicativos. É uma atividade arriscada, mas que pode trazer um bom dinheiro!

  1. Youtuber

Assim como o blogueiro cria conteúdo para seu blog, um youtuber cria conteúdo audiovisual para seu canal no Youtube. A fonte de renda neste caso é principalmente a partir de anúncios e parcerias com outros sites, canais e empresas.


Dicas gerais importantes para freelancers: respeite os prazos, estude fielmente a proposta e tente ao máximo esclarecer suas dúvidas antes de aceitar o trabalho. Se organize, estabeleça rotinas de trabalho dedicado e se resguarde dos seus direitos. Em alguns casos, cobre um adiantamento pela segurança do seu serviço. Assim você se resguarda caso o contratante queira usar sua ideia com outro freelancer, por exemplo.

Por fim, trabalhe com bastante amor. A ideia aqui é monetizar seu conhecimento, aquilo que você aprendeu com bastante carinho. É a receita perfeita para ter um trabalho valorizado e sempre se alegrar ao conseguir novas propostas! 😀


Você sabe algum trabalho que pode entrar nesta lista? Deixe nos comentários!

Se você gostou desse post e quer dar uma olhadinha nele outras vezes, salve a imagem abaixo no seu painel de viagens no Pinterest! 😀

Quer ganhar dinheiro enquanto viaja? Confira esta lista de trabalhos para nômades digitais e descubra como ganhar dinheiro pelo mundo afora!

Lembre-se que o DDN está aberto a críticas e sugestões via Facebook, comentários e através do nosso contato direto.

Tags relacionadas
, ,
Escrito por
Mais de Nic Fontes

11 itens que não podem faltar na mochila de um viajante

Aqui no Diário de Navegador, arrumar malas para viajar já é o...
Leia Mais

Compartilhe suas ideias