Como tirar o Certificado Internacional de Vacinação

Como-tirar-o-Certificado-Internacional-de-Vacinação-Febre-Amarela

A vacina contra a Febre Amarela é uma exigência muito comum entre os países. O Brasil é considerado como uma zona de risco e por isso precisamos nos vacinar antes de viajar para alguns destinos. Então confira o passo a passo de como tirar o Certificado Internacional de Vacinação e viaje tranquilo!

O que é o Certificado Internacional de Vacinação?

O Certificado Internacional de Vacinação é um comprovante internacional de que você está vacinado contra a Febre Amarela. Muitos países exigem a apresentação do certificado na imigração, então se informe bem sobre o seu destino!

Argentina, Uruguai, Chile, Peru, Estados Unidos e Europa, por exemplo, NÃO exigem o certificado. Mas muitos outros países sim, então fique ligado!

Em quais países é obrigatório apresentar o certificado?

O site da Anvisa disponibiliza a lista dos países que exigem o certificado por aqui. Mas como está em inglês, vamos deixar a lista abaixo para te facilitar a vida 🙂

Lista atualizada pela International Travel and Health em 16 de fevereiro de 2017.

  • Afeganistão
  • África do Sul
  • Albânia
  • Antígua e Barbuda
  • Angola
  • Anguilla
  • Antilhas Holandesas
  • Arábia Saudita
  • Argélia
  • Austrália
  • Bahamas
  • Bangladesh
  • Bahrain
  • Barbados
  • Belize
  • Benin
  • Bolívia
  • Botsuana
  • Brunei
  • Burkina Fasso
  • Burundi
  • Butão
  • Cabo Verde
  • Camboja
  • Camarões
  • Cazaquistão
  • Cingapura
  • Chade
  • China
  • Colômbia
  • Congo
  • Coreia do Sul
  • Costa Rica
  • Costa do Marfim
  • Djibouti
  • Dominica
  • Egito
  • Equador
  • Eritreia
  • El Salvador
  • Etiópia
  • Fiji
  • Filipinas
  • Gabão
  • Gâmbia
  • Gana
  • Guiné Equatorial
  • Granada
  • Guadalupe
  • Guatemala
  • Guiana Francesa
  • Guiné
  • Guiné-Bissau
  • Haiti
  • Honduras
  • Iêmen
  • Ilhas Maurício
  • Ilhas Reunião
  • Ilhas Salomão
  • Ilhas Seychelles
  • Índia
  • Indonésia
  • Irã
  • Iraque
  • Jamaica
  • Jordânia
  • Kiribati
  • Laos
  • Lesoto
  • Líbano
  • Libéria
  • Líbia
  • Madagáscar
  • Malaui
  • Malásia
  • Maldivas
  • Mali
  • Malta
  • Martinica
  • Mauritânia
  • México
  • Mianmar
  • Moçambique
  • Montserrat
  • Namíbia
  • Nauru
  • Nepal
  • Nova Caledônia
  • Nicarágua
  • Níger
  • Nigéria
  • Omã
  • Panamá
  • Papua-Nova Guiné
  • Paquistão
  • Paraguai
  • Quênia
  • Quirguistão
  • República Centro-Africana
  • República Democrática do Congo
  • Ruanda
  • São Cristóvão e Nevis
  • São Vicente e Granadinas
  • Saint-Barth
  • Saint Helena
  • Saint Martin
  • Samoa
  • Santa Lúcia
  • São Tomé e Príncipe
  • Senegal
  • Serra Leoa
  • Somália
  • Sri Lanka
  • Sudão
  • Suazilândia
  • Suriname
  • Tailândia
  • Tanzânia
  • Timor Leste
  • Togo
  • Trinidad e Tobago
  • Tunísia
  • Uganda
  • Venezuela
  • Vietnã
  • Zâmbia
  • Zimbábue

Preciso do certificado para fazer uma escala e conexão?

Vou deixar a própria Anvisa responder por mim:

Dúvidas sobre a aplicação das normas de controle sanitário, incluindo a necessidade de apresentação do Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia em países onde se faz conexão ou escala, devem ser esclarecidas com a representação do próprio país (consulados / embaixadas) ou com a empresa aérea que opera nesses destinos. ANVISA

Cada caso é um caso, então se informe onde a informação não falha, que é em um consulado ou embaixada.

Um caso bem famoso é o Panamá. Neste caso, por exemplo, não é necessário o certificado para fazer uma escala ou conexão, mas se você quiser sair do aeroporto, já precisa (confira com os órgãos oficiais!)

Você encontra com a gente sempre as melhores dicas sobre nômades digitais e sobre viajar barato! Coloque seu nome e e-mail abaixo para receber gratuitamente novas publicações do Diário de Navegador em sua caixa de entrada! 😀

Não vai ficar fora de dessa, né?

Passo a passo: como tirar o Certificado Internacional de Vacinação

Onde devo ir?

Existem centros de atendimento específicos que te aplicam a vacina e emitem o certificado. Se você já foi vacinado e possui o comprovante da vacinação, basta apresentá-lo e pegar o seu certificado.

No meu caso, eu havia sido vacinada em 2010 e não tinha mais o meu comprovante. Então informei isso na hora e fui vacinada novamente. Como a primeira vacina tinha sido há muito tempo, não teve problema, mas sempre informe da sua situação!

Se você já quer ir vacinado, procure um posto de saúde municipal ou estadual e se vacine – basta levar um documento de identidade e cartão de vacinação. É gratuita e não precisa agendar. Nesse caso, guarde obrigatoriamente o comprovante da vacinação. Caso contrário não adianta de nada e pode te impedir de tomar novamente antes da sua viagem.

SUPER IMPORTANTE: a vacina precisa ser tomada com no mínimo 10 dias de antecedência da sua data de embarque. Ela gasta 10 dias para fazer efeito e você pode ser barrado na imigração ou mesmo no Brasil caso esteja com menos de 10 dias da vacina.

Mas pelo menos aqui em Belo Horizonte, onde fizemos os nossos certificados, nos vacinamos no mesmo local que emite o certificado. Tudo muito fácil e prático.

Quem emite o certificado é a Anvisa e você pode conferir os postos de atendimento nesse link. São Centros de Orientação para a Saúde do Viajante. Recomendo que você ligue antes para se informar se o centro mais perto de você também aplica a vacina ou apenas emite o certificado.

Quanto tempo demora?

Olha que maravilha, fica pronto na hora! O que não quer dizer que você deve deixar para tirar de última hora. Quando se trada de documentação, faça tudo o mais rápido possível!

Nós gastamos menos de 1 hora para fazer nosso cadastro (que também pode ser feito online aqui clicando em cadastrar novo), tomar a vacina e receber o certificado.

IMPORTANTE: Para os centros onde existe agendamento disponível, o cadastro no site é obrigatório. Já no centros onde não existe agendamento, o cadastro pode ser feito na hora, como foi o nosso caso em Belo Horizonte.

Quanto custa?

Vai ficando cada vez melhor! O certificado e vacina são GRATUITOS. Isso mesmo. Sem desculpas para tirar o seu!

Quais documentos devo levar?

  • Cartão Nacional de Vacinação
  • Documento de Identidade com foto
  • Menores de 18 anos: podem apresentar certidão de nascimento e se já tiverem tomado a vacina, não precisam ir pessoalmente no centro. A ida dos pais ou responsáveis já é o suficiente.

Para quem não tem o Cartão Nacional de Vacinação, como foi o nosso caso, não tem problema. Eles vão te dar um novo cartão com a informação que você está vacinado.

Recomendo que você leve o seu passaporte ou pelo menos uma foto dele, pois vai precisar preencher o número do passaporte no seu cadastro.

E outras coisa bem importante que não está na lista de documento no site da Anvisa: leve algum comprovante da sua passagem aérea! Você precisa provar que vai para um país onde a vacina de Febre Amarela é obrigatória. Caso contrário, eles não emitem o certificado (pelo menos na teoria).

No nosso caso, foi preciso apresentar as passagens aérea para comprovar que iríamos para a Bolívia, país que exige o certificado.

Quando preciso renovar o Certificado Internacional de Vacinação?

Há um tempo atrás, a vacina durava por apenas 10 anos. Mas desde julho de 2016, a vacina passou a ser vitalícia, ou seja, uma dose dura a vida toda.

Assim como a vacina, o certificado não tem mais data de validade. Não precisa renovar! Inclusive, se você perder ou danificar o certificado, eles já tem no sistema interno que você é vacinado e emitem outro para você. Simples assim.

Para aqueles que foram vacinados antes de julho de 2016, saibam que vocês também entram na nova regra! Isso mesmo, até quem tomou a dose que valia por 10 anos pode tirar o certificado vitalício porque a própria vacina tem esse efeito. Se você quiser conferir, dê uma lida nesse comunicado emitido pela Anvisa.

Casos especiais: e quem não pode tomar a vacina?

Existem alguns casos médicos em que a pessoa não pode se vacinar. É que costuma acontecer com quem faz quimioterapia, tratamento com corticoides, pessoas com algum tipo de alergia aos componentes da vacina, portadores de HIV, gestantes e bebês com menos de 6 meses de idade.

Para essas pessoas, existe o Certificado Internacional de Isenção. Você imprime o documento e o seu médico preenche para você. O documento também está no site da Anvisa.


Se você gostou desse post e quer dar uma olhadinha nele outras vezes, salva a imagem abaixo no seu painel de viagens no Pinterest! 😀

Confira o passo a passo de como tirar o Certificado Internacional de Vacinação, que é obrigatório para muitos países e viaje tranquilo!

Lembre-se que o DDN está aberto a críticas e sugestões via Facebook, comentários e através do nosso contato direto.

Tags relacionadas
,
Escrito por
Mais de Mar Falco

Como funciona a prostituição legalizada no Red Light District em Amsterdam

O Red Light District é uma das atrações mais famosas de Amsterdam....
Leia Mais

4 Comentários

  • Compramos a passagem pela agência, bom a viagem e amanhã às 9h30 da manhã no aeroporto de Guarulhos lá tem a própria Anvisa que abre as 8h da manhã, então iremos fazer o checking e depois resolver o problema, mas o medo e eles exigirem os 10 dias da vacina pois só daria dia 4 de dezembro. Bom obgg pelas dicas bjsss

    • Ahoy Nicolle!

      Pedem os 10 dias mesmo, mas nunca pediram para ver o meu certificado, então pode acontecer o mesmo com você!

      Vou ficar torcendo por aqui! 😀

  • Oi, então entrei em uma enroscada, nossa passagem para o destino Londres está comprada para o dia 27/11, só que temos uma conexão em Bogotá- Colômbia, pela agência aérea não fomos informados de nada que precisaria tomar a tal da vacina da febre amarela, por acaso fui pesquisar e acabei encontrando que era necessário nessa semana, tomei a vacina no dia 24/11 numa sexta feira só que como a cidade e grande tinha bastante trânsito não conseguimos ir na prefeitura pegar o certificado e não sabemos OQ fazer pois a viagem já está aí e não tem nenhum lugar para fazer isso pra gente

    • Ahoy Nicolle, tudo bem?

      Você comprou o seu voo com uma agência de viagens ou direto com a cia aérea? Se comprou direto, eles realmente não dão esse tipo de informação, fica sempre a cargo do viajante se informar sobre documentação. Se foi por uma agência, aí sim seria responsabilidade deles te orientar em relação à documentação necessária.
      O seu voo sai que horas? Eu consegui resolver tudo em uma manhã só em Belo Horizonte e já sai com o certificado prontinho em mãos. Dependendo do horário do seu voo, acho que você consegue ir bem cedo e resolver tudinho para não ter dor de cabeça!
      Você está em qual cidade? Acorde bem cedinho na segunda e veja se na sua cidade precisa de agendamento ou não.

      Vou torcer muito aqui para que dê tempo! Não esqueça de nos contar depois se deu certo, hein? 🙂

      Boa viagem!

Compartilhe suas ideias